Atividades complementares do curso de graduação em Engenharia Elétrica

A formação do Engenheiro Eletricista não deve ficar restrita apenas às disciplinas curriculares formais. O curso de graduação em Engenharia Elétrica possibilita ao aluno integralizar parte do seu curso (4 créditos são obrigatórios) com diversas atividades complementares, enriquecendo sua formação.

São previstas seis diferentes modalidades de atividades complementares para o curso de graduação em Engenharia Elétrica:

  1. Atividade de pesquisa (PIBIC, PIBITI, etc.);
  2. Atividade de extensão (PIBIX, etc.);
  3. Atividade de empreendedorismo (EPJEL, etc.);
  4. Participação em evento técnico-científico (apresentação de trabalho em congresso, etc.);
  5. Atividade político-sócio-cultural (CAENGEL, etc.);
  6. Estágio não-obrigatório (estágio não curricular);
  7. Atividade profissionalizante (atividades de laboratório, etc.);
  8. Participação passiva em evento técnico-científico (cursos, participação em congressos relevantes, etc.).

As atividades complementares de 1 a 6 estão regulamentadas no anexo VII da Resolução 38/2012/CONEPE. As atividades complementares 7 e 8 estão regulamentadas na Instrução Normativa 1/2013/COLENEL.